Logotipo SEEB/MR
Logotipo SEEB/MR

15 de março: Movimentos vão às ruas contra reforma da Previdência

Publicado em
15 de março: Movimentos vão às ruas contra reforma da Previdência

 

As frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo se reuniram com a direção da Central Única dos Trabalhadores (CUT), na noite desta segunda-feira (13), em São Paulo, para definir estratégias de defesa das aposentadorias e para impedir que o governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB) tenha sucesso na Reforma da Previdência (PEC 287/16).

As frentes também apontaram propostas para o período anterior e posterior ao 15 de março, Dia Nacional de Lutas e Paralisações, novas reuniões ainda nesta semana e vão definir novas ações para popularizar o debate nas ruas.

Para o presidente Nacional da CUT, Vagner Freitas, os movimentos sindical e sociais têm o dever histórico de impedir o roubo de mais esse direito e a sociedade deverá decidir se aceitará esse retrocesso calada ou enfrentará os golpistas.

“Não querem reformar a Previdência para melhorá-la, mas para acabar com ela. Querem transformar um direito público em algo para comprar no Bradesco ou no Itaú como previdência privada. Ou a sociedade se manifesta e barra essa falsa reforma ou os trabalhadores vão morrer trabalhando. Ninguém vive para contribuir 49 anos num país com tanta informalidade e com alto índice de rotatividade como o nosso”, criticou Vagner.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER