Logotipo SEEB/MR
Logotipo SEEB/MR

Palestra esclarece o Plano de Desligamento Voluntário do Itaú Unibanco

Publicado em Itaú
Palestra esclarece o Plano de Desligamento Voluntário do Itaú Unibanco

O Sindicato dos Bancários de Macaé e Região irá realizar Palestra nessa quinta feira (08/08) às 18h sobre  o Plano de Desligamento Voluntário do Itaú Unibanco 2019. O sindicato está localizado na Rua de Santana, 178 Centro, Macaé - RJ.

O informativo sobre o processo revela que o Itaú irá priorizar demissões de trabalhadores com mais de 55 anos, afastados por doença do trabalho, em estabilidade após retorno de afastamento pelo INSS, ou integrantes de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).


Público Alvo:


Aqueles que, em 30 de junho de 2019, cumpriam um ou mais dos seguintes requisitos:
a) tinham Idade igual ou superior a 55 anos ou completem a idade até 31 de dezembro de 2019
b) ocupavam os cargos de Ass Oper Suporte |, Ass Oper Suporte Il, Ass Oper Suporte IIl, Programa especial 8h ou Programa especial 6h;
c) estavam lotados em alguma das seguintes unidades: FOLHA ESPECIAL- BEMGE, FOLHA ESPECIAL-BANESTADO, FOLHA ESPECIAL-BEG, FOLHA ESPECIAL-BANERJ, RH REINT-BANERJ/BANERJ, RH REINT-BERJ/BANER, FOLHA ESPECIAL-BEMGE RJ, DIR ADM PESSOAL — E;
d) gozavam de estabilidade provisória de emprego após retorno de período de afastamento por motivo de saúde (acidentário ou não) em que tenham recebido auxílio-doença previdenciário exclusivamente da espécie B31 ou B91;
e) gozavam de estabilidade provisória de emprego em decorrência do exercício, mediante eleição, de cargo de direção na Comissão Interna de Prevenção de Acidente (CIPA) ou estabilidade em decorrência de cargo em entidade sindical, mediante eleição. Também são elegíveis os funcionários que, na vigência deste programa, forem eleitos para estes cargos e, em decorrência disso, gozem de estabilidade;
f) estavam afastados por doença/acidente não relacionados ao trabalho há mais de 6 meses (gozando de auxílio-doença previdenciário exclusivamente da espécie B31) ou estavam afastados por doença/acidente do trabalho (gozando de auxílio-doença previdenciário exclusivamente da espécie B91), observadas as condições dispostas no item 3.5, abaixo.
g) Mesmo com alta pelo INSS do benefício de aposentadoria por invalidez, continuavam afastados há mais de 6 meses em razão do médico do trabalho da empresa / Eram ter constatado a inaptidão para o trabalho em exame de retorno realizado Ed após a comunicação pelo funcionário da alta da aposentadoria;
h) Estavam afastados por doença/acidente não relacionados ao trabalho há mais de 6 meses ou estavam afastados por doença/acidente relacionadas ao trabalho e, nas duas situações, aguardando decisão de recurso administrativo ou de ação judicial já propostos até 30.06.2019 contra o INSS para reconhecimento ou restabelecimento do auxílio-doença exclusivamente da espécie B31 ou B91.

 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER