Logotipo SEEB/MR
Logotipo SEEB/MR

Categoria Bancária rejeita proposta apresentada pela Fenaban

Publicado em
Categoria Bancária rejeita proposta apresentada pela Fenaban

Em assembléia realizada na sede do sindicato dos Bancários de Macaé e Região na noite desse dia, bancários e bancárias decidiram pela rejeição da proposta apresentada pela Fenaban na última rodada de negociação realizada no dia 07/08, junto ao comando nacional dos bancários. Quanto a proposta nada foi apresentado pela Fenabam com relação as reivindicações feitas pala categoria, a não ser apenas a reposição do índice da inflação nos salários, PLR, vales e demais verbas econômicas, sem aumento real. Também não garantiu que os bancários não serão substituídos por trabalhadores contratados de forma precarizada, a exemplo da terceirização. Os bancos querem alterar cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria, segundo eles, para garantir segurança jurídica, mas sequer apresentaram a redação das modificações. A próxima rodada de negociação ficou agendada para o dia 17 de agosto (sexta-feira).
Toda categoria está convocada para o movimento do dia 10 (sexta-feira), "O Dia do Basta"em todo país, pela defesa da democracia, contra os ataques aos direitos dos trabalhadores e contra o desemprego.

Nossas reivindicações:

AUMENTO REAl- PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS - 14º SALÁRIO - PISO - PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS (PCS) - TELETRABALHO - SALÁRIO DO SUBSTITUTO E ISONOMIA SALARIAL - PARCELAMENTO DO ADIANTAMENTO DE FÉRIAS - VALES REFEIÇÃO, ALIMENTAÇÃO, 13ª CESTAS - AUXÍLIO CRECHE/AUXÍLIO BABÁ - AUXÍLIO EDUCACIONAL - VALE-CULTURA - REGULAMENTAÇÃO DA REMUNERAÇÃO TOTAL - IGUALDADE DE OPORTUNIDADES

 

CEF

Também não garantiu que os bancários não serão substituídos por trabalhadores contratados de forma precarizada, a exemplo da terceirização. Os bancos querem alterar cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria, segundo eles, para garantir segurança jurídica, mas sequer apresentaram a redação das modificações. A próxima rodada de negociação ficou agendada para o dia 17 de agosto (sexta-feira). Dentre os direitos garantidos pelo ACT atual que não foram citados na proposta apresentada, estão: horas extraordinárias, adicional de trabalho em horário noturno, PLR social, isenção de anuidade cartão de credito, juros do cheque especial diferenciado, tarifas em conta corrente, ausências permitidas, escala de férias, jornada de trabalho, saúde caixa, suplementação do auxílio doença (licença caixa), adicional de periculosidade e insalubridade, intervalo para descanso NR 17 homologação das rescisões, GT saúde caixa, GT saúde do trabalhador, negociação permanente, incentivo a elevação por escolaridade, Incorporação REB, GT contencioso Funcef, mais contratações, abrangência do ACT.

BB

O Banco do Brasil apresentou uma proposta de manutenção da maioria dos itens do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), pela vigência que for firmada na mesa única de negociação, na sexta rodada de negociação específica do BB, realizada na tarde da última terça-feira (7), em São Paulo. Porém, faltou uma proposta mais completa para as cláusulas econômicas. Um dos pontos de mudança é a cláusula sobre ciclos avaliatórios para descomissionamentos. O banco havia proposto um semestre e agora propõe dois semestres. Outras cláusulas serão discutidas como a proposta de intervalo de almoço e parcelamento de férias. O BB também não apresentou a proposta de renovação do protocolo de resolução de conflitos, que mantém um canal para as denúncias de assédio moral. A Comissão de Empresa avalia que assim como os ciclos de GDP, essa cláusula é uma proteção para os funcionários. Um ponto positivo da proposta é na cláusula de ausências autorizadas, onde serão incluídos padrasto e madrasta dos funcionários.

Fonte SEEB-MR

ASSINE NOSSA NEWSLETTER