Logotipo SEEB/MR
Logotipo SEEB/MR

Comando Nacional dos Bancários se reúne com representantes dos bancos para tratarem da situação da categoria bancária na pandemia

Publicado em
Comando Nacional dos Bancários se reúne com representantes dos bancos para tratarem da situação da categoria bancária na pandemia

Hoje, sexta-feira (dia 5 de março), o Comando Nacional dos Bancários se reuniu, virtualmente, com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) para debater sobre diversos temas que envolvem o trabalho da categoria bancária na pandemia da Covid-19, que está na sua pior fase.

O Presidente da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, Nilton Damião Esperança (Fetraf RJ/ES), representou a entidade.

O movimento sindical cobrou mais comprometimento e segurança para bancárias e bancários. Entre as cobranças estão:

– Suspensão de todas as demissões;
– Não cobrança de metas neste período;
– Menos burocracia na hora de se fazer os protocolos. Protocolos diferenciados;
– Retirada dos caixas, colocando funcionários no auto atendimento provocando mais aglomerações e cobrando dos mesmos metas absurdas;
– Medição de temperatura na entrada das agências;
– Álcool em gel (mesmo com as agências fechadas);
– Redução  do horário de atendimento ao público;
– Afastamento e teste imediato nos casos de suspeita de contração do vírus;
– Proteção de acrílico nas mesas e nos caixas;
– Distribuição  de mascaras.

Essas e outras medidas protetivas são fundamentais, enquanto os trabalhadores não recebam a vacina.

Os representes dos bancos informaram que irão se reunir e, a partir da semana que vem, além de responder sobre as cobranças, assumirão o compromisso de reuniões periódicas para acompanhamento da situação da categoria bancária, em conjunto.

Para Nilton Damião, Presidente da Fetraf RJ/ES, “é um absurdo que, num momento como esse, os bancos retirem os caixas para atuarem no autoatendimento e cobrarem metas, como sempre, absurdas. Continuam demitindo e isso é desumano. Precisamos de uma resposta sobre estas pautas com urgência dos banqueiros. Em relação às demissões, os bancos pediram uma agenda para a semana, onde será tratado esse tema em especifico.”

Fonte: Fetraf-RJES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER