Logotipo SEEB/MR
Logotipo SEEB/MR

Crise econômica avança sobre atividade bancária em Macaé

Publicado em
Crise econômica avança sobre atividade bancária em Macaé

O avanço dos canais eletrônicos e a busca por eficiência têm levado os bancos a reduzir a rede física de atendimento em todo país. De janeiro até meados de agosto, foram fechadas 3 estabelecimentos, o Posto de Atendimento Bancário do Citibank, localizado no Shopping Plaza Macaé, agência 7813-Personnalité na Rua Teixeira de Gouveia e, ainda existe a previsão de encerramento até o final do mês, das atividades da agência 7012-Bradesco localizado na Paria dos Cavaleiros todas na cidade de Macaé e voltadas ao público de alta renda. Embora o pano de fundo desse movimento, o foco no ganho de eficiência e redução de custos, na verdade o município vem sofrendo pela baixa atividade econômica da indústria petrolífera, atrelada principalmente a Petrobras.

Emprego

No ano, já chega a 22 o número de bancários dispensados nas principais instituições bancárias na região (Macaé, Carapebus, Quissamã e Conceiçaão de Macabu). Juntos, Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Santander respondem por R$ 4 de cada R$ 5 movimentados no país. O R$ 1 restante é dividido entre cerca de 150 instituições, que normalmente atuam em áreas específicas, como financiamento de carro, empréstimos para médias empresas. Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Macaé e Região, Wagner Figueiredo, apesar dos bancos fazerem parte do setor da economia que mais tem lucrado no Brasil, os mesmos seguem demitindo a toque de caixa

Agência Digital

As agências passam por uma mudança de conceito, deixando de ter como foco o atendimento para se tornar espaços de negócios e de assessoria de investimento. Ao mesmo tempo, cresce o número de contas digitais. Os aparelhos móveis já são responsáveis por mais de 34% do volume de transações bancárias por ano, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), superando o internet banking (23%) - ou seja, juntos, internet banking e celulares responderam por 57% do total de movimentações financeiras em 2016. Enquanto uma agência digital abriga 45 mil clientes, as unidades tradicionais atendem cerca de 2,5 mil.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER