Logotipo SEEB/MR
Logotipo SEEB/MR

Ato em Brasília defende Bancos Públicos

Publicado em
Ato em Brasília defende Bancos Públicos

Em Brasília e em diversas cidades do país, o dia 15 foi marcado por manifestações contrárias aos ataques que os bancos públicos têm sofrido com a política de privatizações e retirada de direitos da classe trabalhadora do Governo Golpista de Temer. Em Juiz de Fora, dirigentes do Sintraf JF realizaram atos em frente a uma agência do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal na região central da cidade.

Além da pauta central, os bancários também denunciaram as limitações aos planos de saúde dos trabalhadores de bancos públicos, Cassi e Saúde Caixa, com as resoluções 22 e 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR). O movimento sindical denuncia tais medidas, pois a redução das despesas das empresas estatais com a assistência à saúde representa um desrespeito aos trabalhadores, que não serão amparados no adoecimento, no acompanhamento à saúde, um direito. Outra crítica é a não inclusão dos novos funcionários nos planos.

O presidente do Sintraf JF e funcionário do Banco do Brasil, Watoira Antônio; a diretora de Bancos Públicos e empregada da Caixa Econômica Federal, Lívia Terra; o secretario geral e funcionário do Itaú, Carlos Alberto de Freitas Nunes; e o diretor de Administração e funcionário do Bradesco, João Calegari; reafirmaram em suas falas que essa estratégia do Governo é mais uma forma de desmonte das empresas públicas e que as privatizações afetam os bancários, mas também a população que vê vários de seus direitos findados, como o acesso ao financiamento da moradia, do ensino superior, incentivo à agricultura familiar, e demais políticas públicas que perpassam os bancos e empresas estatais. Os dirigentes também entregaram informativo especial que denuncia esses ataques.
Fonte: Sintraf JF
 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER