Logotipo SEEB/MR
Logotipo SEEB/MR

Deputados destroem emprego formal dos bancários

Publicado em
Deputados destroem emprego formal dos bancários

Um banco inteiro operando sem nenhum bancário. Esta é a realidade que os deputados federais, que votaram a favor da terceirização, querem impor à categoria bancária a partir de agora. Na noite desta quarta-feira (22), a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei (PL) 4.302, apresentado em 1998, que aprova a terceirização generalizada, em todas as atividades das empresas, inclusive na atividade-fim.Mesmo sob o protesto da classe trabalhadora e da categoria bancária, que sempre se manifestou contra o projeto, a proposta foi aprovada e segue agora para a sanção de Michel Temer, um dos principais articulares da manobra contra os trabalhadores.O banco pode ter gerente que não é bancário. Gerente de conta, de relacionamento, analisando crédito que não é bancário, caixa que não é bancário, e por aí vai.Centrais sindicais, o Dieese, representantes do Ministério Público e da Justiça do Trabalho afirmam que terceirização sem limites equivale a precarização e ameaça o emprego formal. A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho – ANAMATRA, entidade que representa cerca de 4 mil juízes do Trabalho, divulgou nota em que conclama o presidente Michel Temer, a vetar o projeto, para proteger a dignidade e a cidadania no país.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER